02 fevereiro 2010

Incertezas




Hoje senti uma insegurança que há muito tempo não sentia.
Medo, ansiedade, angustia e perguntas, muitas perguntas.
Indaguei a Deus sobre muitas coisas...
Por um momento desacreditei em mim e no meu direito de ser feliz.
Quero tanto, desejo tanto, sonho tanto... Mas, tudo me parece tão distante.
Sinto-me nadando contra a maré, indo contra o fluxo.
Já aprendi que não podemos correr atras da felicidade;
Sei que a única coisa que podemos fazer é buscar a realização dos nossos sonhos,
Pois desta forma estaremos mais próximos da felicidade.
Como deve ser bom sentir-se seguro sempre, protegidos, amados, amparados...
Apesar da monotonia que poderia surgir,
Acredito que a sensação de plenitude deva compensar tudo.
Queria poder dizer tudo que sinto e penso sem ter que avaliar nada;
Sem ter que me submeter aos joguinhos que estão no convívio humano.
Não ter que abrir mão de amigos especiais, momentos magicos, pessoas importantes...
Encerrar ciclos sem ter que perder o que foi bom,
Bonito, sublime e magico em algum momento.
Queira Deus que eu esteja no caminho certo, fazendo as escolhas mais sensatas,
E principalmente, que esteja conseguindo me proteger do sofrimento que a cada dia que passa se torna mais eminente aos meus olhos.

2 comentários:

Um vendedor de sonhos... disse...

Sra. CAroll, não esperava voltar aqui, mas como falta uma propaganda maior que lhe renda comentários, deixo o meu registrado, com o que acho que ser meu primeiro post nesses tempos. Incertezas quanto ao futuro que se revela iminente, é normal para qualquer ser humano. Temos o hábito de temer o que não conhecemos, talvez isso te deixa insegura, mas tem amigas que estão prontas a te apoiar, não deixe de contar com eles... Tenho certeza que achará seu proprio caminho, e que terá grandes realizações nele. ^^

Mel Almeida disse...

Gostei do seu blog. ;D
Pode seguir? ^^

Às vezes, essas dúvidas me pegam também, mas infelizmente temos que conviver com elas. O que não podemos, é deixar que elas dominem tudo.
Dessa forma, a vida seria insuportável.
Concordo com o comentário acima no que diz respeito aos amigos.
E claro, não se afaste do nosso amigo maior: Deus!
Ele sempre mostra o caminho certo...
Abraço